quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Reencontro Sonoro


Felicidade está mais no foco em que olhamos, em nossas próprias lentes, do que nos atos, frustrações, ações e emoções das quais estão latentes.
Felicidade é escolher se queremos fazer parte do sistema integralmente ou não. É fazer da queda um passo de dança, da poça, uma feliz lambança, do grito, um belo tom.
O azul pode ser nosso próprio amarelo, e nossos relacionamentos, um grande elo, que nos dá liga, e da vida, sentir do agudo violino aos sons suaves de um violoncelo.
Do prego no martelo, tem-se a batida de um coração,
do transpassar na multidão, um encontro com o belo.
Pode-se ver, e condecorar, um mundo de cor, de flor, de dom, um mundo de fazer chorar, de um jeito bom.
De qualquer parte pode vir
coisas que adoro,
e do caos do universo, há sempre um reencontro sonoro
.

Clarissa Araripe (19/11/09)

5 comentários:

  1. Mas o que é mesmo essa tal felicidade? Acho que sem poesia não se consegue verdadeiramente exprimir. Não é manifestação exterior, nem está vinculada às pontes que fazemos entre nós e o mundo. É puro sentimento, sensação, escolha, opção. Fora de controle.

    ResponderExcluir
  2. Ah!!! que bom, oásis....
    continue postando,faz bem!!!
    com amor,
    Monica

    ResponderExcluir
  3. Felicidade é meta de vida que devia ser seguida sempre! Você acredita que só vi seus recadinho hoje no blog? Vida realmente corrida, mas isso é muito bom pra nós. e eu adorei muito te ouvir cantar. Vou deixar um recadinho pra vc no orkut. Beijos

    ResponderExcluir
  4. http://www.youtube.com/watch?v=-ERnT1X9HPw

    ResponderExcluir